Segunda-feira, Janeiro 18, 2021
ChancelaSportDesportoMotores

Tribunal manda cancelar prova prevista para este fim-de-semana

104views

A disputa pelo direito de realizar provas do desporto automóvel e motorizado no país, entre o Automóvel Touring  Clube de Moçambique (ATCM) e a Federação Moçambicana de Automobilismo e Motociclismo (FMAM) está longe de terminar e esta sexta-feira a novela proporcionou um novo capítulo.

Tudo porque o ATCM pretendia realizar uma prova Drift Rivals para este sábado e foi obrigada a cancelar a mesma, na sequência de um previdência cautelar instaurado pela FMAM.

O facto motivou ao ATCM a emitir um comunicado de imprensa reclamando o direito de realizar provas do gênero no país, dada a autorização e coordenação com as autoridades desportiva nacionais (Secretaria de Estado do Desporto) e internacionais (Federação Internacional de Automobilismo).

Eis, na íntegra, o comunicado emitido pelo ATCM: 

Duas horas após termos decidido converter a Prova Drift Rivals, agendada para dia 10 de Outubro, para um evento de treino de simulação, o ATCM foi notificado de decisão cautelar (provisória) proferida em sede de uma providência cautelar, instaurada por uma Federação Moçambicana de Automobilismo e Motociclismo (cuja legalidade de constituição está a ser contestada pelo ATCM em tribunal).

Nos termos dessa decisão ora notificada ao ATCM, esta instituição deve se abster de realizar qualquer “competição desportiva de automobilismo ou motociclismo (provas de drift e spinning), marcada para dia 10 de Outubro de 2020, ou qualquer outra que tiver calendarizado, que à luz da lei dependa da autorização da respectiva federação”.

Apesar de ter sido convertida a competição desportiva em sessão de treino, treinos esses inclusivamente autorizados pela Secretaria de Estado do Desporto desde o dia 1 de Setembro de 2020, o ATCM decidiu não realizar o treino em simulação de prova e cancelar toda e qualquer actividade programada para o dia 10 de Outubro de 2020, de forma a não confundir actividades que não foram abrangidas pela decisão proferida provisoriamente pelo tribunal e as outras que estão mencionadas na decisão.

A este respeito importa dizer que o ATCM, em reunião com a nossa tutela administrativa, ou seja, o Governo da República de Moçambique, nomeadamente a Secretaria de Estado do Desporto, havia

recebido a incumbência de realizar todos e quaisquer de desporto automóvel, sendo que, em vários encontros, fechados e abertos ao público, realizados na respectiva Secretaria de Estado, havia ficado claro que o ATCM tem legitimidade para realizar eventos de competições desportivas nas suas instalações.

A decisão do Tribunal, que proferiu tal decisão sem audição do ATCM (à luz de um normativo legal que permite que tal aconteça em casos de extrema necessidade e de imediato dano irreparável), apenas poderá ser revertida após o decurso de uma sessão de contraditório diferido que está agendada para o dia 2 de Novembro de 2020.

Desta decisão, bem como da actuação dessa federação, o ATCM deu conhecimento à entidade que regula o desporto automóvel a nível mundial, a FIA – Fédération Internationale l’Automobile, da qual o ATCM é membro afiliado e a única instituição com competências de Autoridade Desportiva Nacional em Moçambique.

O ATCM tem a total certeza de estar a actuar dentro da legalidade. Embora fosse previsível receber um ataque desta magnitude, que estranhamento vem de uma instituição que deveria lutar para que houvesse desporto e não para limitar a possibilidade dos pilotos moçambicanos poderem competir em Moçambique e fora de Moçambique.

Dado estes acontecimentos, comunicamos aos Pilotos, Parceiros e Simpatizantes, o cancelamento deste evento.

O Departamento de Drift e a Direcção do ATCM, apresentamos as nossas sinceras desculpas por esta alteração.”

Leave a Response