Segunda-feira, Janeiro 18, 2021
BasquetebolNacional

Moçambique fez ensaio com Ruanda e impacto dos oito meses de paragem foi visível

116views

A Selecção Nacional Sénior masculina de Moçambique realizou este domingo o seu primeiro jogo de controlo diante do Ruanda que venceu por 96-65, numa partida que decorreu no Kigali Arena, pavilhão que, de 25 a 27 de Novembro próximo, vai acolher a janela de qualificação ao Afrobasket 2021.

Este foi o primeiro jogo para os basquetebolistas moçambicanos volvidos oito meses depois que a competição foi interrompida por conta da pandemia da COVID-19 que forçou a paragem de toda actividade desportiva no país.

Ainda assim, Orlando Novela, David Canivete, Hugo Martins, Inélcio Chire e Custódio Muchate que fizeram parte do primeiro cinco inicial deram uma boa resposta chegando a um parcial de 5-12 no final do primeiro quarto. 

Os anfitriões foram crescendo no jogo que ganhou contornos de equilíbrio, comprovado com o empate a 26 pontos à passagem dos primeiros cinco minutos do segundo quarto que terminou com o marcador a assinalar 33-40, seis pontos à melhor para Moçambique. 

Na primeira parte, David Canivete com 18 pontos e quatro ressaltos defensivos e Hugo Martins que anotou 7 pontos, três ressaltos defensivos e duas assistências foram as unidades moçambicanas que melhor se apresentaram na primeira etapa perante a falta de ritmo denotado por toda equipa.

Falta de ritmo e disponibilidade física em evidência 

Aliás, a essa falta de ritmo, aliada a pouca disponibilidade física veio ao de cima no terceiro e quarto períodos, em que os Ruandeses demonstraram maior disponibilidade tanto a defender, assim como a atacar fazendo com que ao cabo de 30 minutos de jogo o resultado disparasse para 74-58. 

Numa partida onde o resultado não era o mais importante, Milagre Macome rodou o seu banco dando minutos de jogo a todos jogadores, ciente de que esse factor será importante já no dia 25 de Novembro quando a competição iniciar.

Adonis Filler, com 29 pontos e mais quatro ressaltos, igual número de assistências e de roubos de bola conduziu a armada do Ruandesa para um triunfo por 96-65, 31 pontos que lançam um “alerta laranja” para a equipa nacional que deve continuar a trabalhar para melhorar os índices competitivos de modo a enfrentar o objectivo desta janela que passa por vencer no mínimo um jogo, sobretudo com o Quénia (no dia 27 pelas 17:00 Horas) tido como adversário mais acessível.



Leave a Response